publicado em 15 de Jan. de 2018 às 08:30 - Notícias

Reforma Trabalhista: O que é ruim pode piorar

Um grupo de advogados da Bahia elaborou um estudo minucioso sobre a reforma trabalhista e identificou 120 pontos que demonstram os grandes prejuízos que a reforma, aprovada em 2017, pelos 50 senadores empresários ou representantes do empresariado e eleitos com votos popular para legislar em causa própria, é muito pior do que o que se sabe dela até agora.

Confira os 120 pontos que esclarecem, didaticamente, por que essa reforma é nefasta e pior do que o que você pensa:

REFORMA TRABALHISTA – 120 VEZES PIOR DO QUE O QUE VOCÊ PENSA

1 – Ela estabelece a possibilidade da fraude empresarial em detrimento do trabalhador. Supomos um grande grupo societário. O mesmo poderá abrir várias empresas (no nome dos próprios sócios) e pulverizar contratos de trabalho e passivos trabalhistas nas menores empresas, mantendo a principal “blindada” dessas questões.

Quando ela resolver demitir um ou mais funcionários, poderá alegar falta de recursos financeiros para arcar com o pagamento de verbas rescisórias. Isso será possível porque as várias empresas não serão consideradas mais parte de um grupo econômico, como ocorre hoje.

2 – A reforma trabalhista permite a empresa computar como “tempo não produtivo” todo tipo de ação do trabalhador, inclusive tempo para trocar de roupa, interação social, intervalo para utilizar o banheiro, alguma alimentação fora do horário do almoço, etc.

Com isso, a empresa poderá obrigar o trabalhador a fazer hora extra sem remunerá-lo, alegando (de forma arbitrária) que se trata de compensação de “tempo não produtivo” do funcionário.

3 – A Justiça comum poderá ser utilizada pela empresa para recorrer de uma decisão do Tribunal Trabalhista. Caso tenha êxito, o processo terá a morosidade típica dessa modalidade da Justiça que, em alguns casos demora até 20 anos para concluir um processo.

4 – Está elimina da Justiça do Trabalho a prerrogativa da Jurisprudência, o que significa que sentenças passadas sobre casos idênticos ao ocorrido em uma reclamação trabalhista, não servirão como elementos pacificadores para o processo.

Isso tornará o julgamento de instâncias superiores mais demorados e passíveis de serem reformados, dependendo do juiz.

5 – O trabalhador perde o direito de ter qualquer adiantamento financeiro em um processo trabalhista, pois deixa de ser considerado hipossuficiente perante a lei. Isso ocorrerá em qualquer caso, mesmo quando a empresa deixa de pagar os salários do trabalhador.

6 – Limita a 2 anos a responsabilidade do sócio de uma empresa em responder por questões trabalhistas. Mais uma avenida para a fraude. Supomos uma empresa que tenha grandes dívidas e irregularidades trabalhistas. Os sócios podem sair do quadro societário e colocar algum “laranja” em seu lugar.

Esse “laranja” liquida a sociedade depois de dois anos e os verdadeiros sócios não precisam responder por mais nada. E o trabalhador não poderá acioná-los em nenhuma instância judicial.

7 – O trabalhador fica proibido de reclamar na Justiça de Trabalho por perdas de direitos (mesmo que legais) caso tenha sido notificado pelo empregador sobre essas perdas. Ao assinar a notificação, se entenderá que o empregado “concordou” em abrir mão de seus direitos.

8 – Proíbe a celebração de acordos extrajudiciais entre patrão e empregado, exclusivamente pela parte do empregado. Caso o acordo extrajudicial parta do patrão, o acordo poderá ser celebrado.

9 – O processo trabalhista pode ser decretado prescrito após dois anos, mesmo se ele esteja em andamento. Esse dispositivo serve para impedir o trabalhador de solicitar, por exemplo, perícias contábeis ou perícias médicas, que em regra são demoradas.

10 – Retira do juiz trabalhista o acesso a informações patrimoniais das empresas. Assim, não existirá mais “confisco on-line” e nem mesmo decretação de penhora de bens por informações disponíveis na Receita Federal.

11 – As multas em caso de não registro de funcionários serão reajustadas pelo TRD, um índice depreciativo. Em breve, as multas se tornarão simbólicas, o que vai estimular o trabalho informal.

12 – Está eliminado qualquer remuneração pelo tempo de deslocamento do trabalhador para a empresa, mesmo que o seu posto seja de difícil acesso ou nos casos em que o trabalhador resida em outra cidade.

13 – O regime parcial de trabalho (com menos benefícios), passa de 25 horas para 36 horas semanais.

14 – Agora a empresa pode solicitar trabalho extra no regime parcial de trabalho, apenas remunerando as horas adicionais de trabalho. Trata-se de um convite à precarização das relações de trabalho…

15 – A lei estimula as empresas a adotarem o regime parcial. Na prática as empresas vão deixar de contratar funcionários no regime integral, pois não compensará economicamente fazê-lo.

16 – As horas extras feitas pelo trabalhador em uma determinada semana podem ser compensadas por dispensa de horas de trabalho ao longo do mesmo mês. Algo que antes era inconstitucional.

17 – O cumprimento de horas extras poderá ser convencionado por acordo individual e sem a necessidade de ser registrado por escrito. A justiça entenderá que se o trabalhador fez hora extra, fez porque aceitou e ponto final.

18 – A empresa pode determinar banco de horas e remunerar o trabalhador em até 6 meses. Os acordos poderão ser celebrados de forma individual, não sendo obrigatório o seu registro por escrito.

19 – Fica estabelecida a possibilidade da jornada de trabalho de 14 horas diárias (12 horas + 2 horas extras). Ainda que esteja estabelecida a obrigatoriedade de 36 horas de descanso após essa jornada, esse “direito” pode ser suprimido por acordo ou pelo próprio regime parcial de trabalho.

20 – Caso a empresa exceda seu direito de exigência de horas extras diárias ou semanais, fica proibido ao trabalhador de reclamar desse excesso em uma futura ação trabalhista.

21 – As horas extras (que são remuneradas em 50% a mais do que o valor da hora de trabalho regular) poderão se tornar – ao livre arbítrio do empregador – em banco de horas. Assim, o trabalhador fará na prática hora extra, mas poderá receber esse extra como hora normal.

22 – As jornadas de 12 horas por 36 horas poderão ser feitas também em ambientes insalubres.

23 – A empresa pode exigir do trabalhador uma jornada excepcional de trabalho em casos onde, por exemplo, a empresa alegue que supostamente necessite terminar um serviço de forma urgente e poderá pagar multa em caso de não entregá-lo. Tudo isso independente de acordo ou notificação ao Ministério do Trabalho.

24 – A empresa está desobrigada a remunerar o trabalhador por serviços feitos em sua residência, o chamado “teletrabalho”, devendo o mesmo entregar relatórios, e-mails, fazer planilhas, responder mensagens, etc., como parte integrante de suas responsabilidades profissionais já estabelecidas à priori.

25 – A empresa poderá “comprar” os intervalos de descanso do trabalhador.

26 – A empresa poderá caracterizar como “teletrabalho” o trabalho feito pelo trabalhador nas dependências da própria empresa. Como o conceito de “teletrabalho” inclui serviços com computadores, o trabalhador poderá ficar preso na empresa pelo tempo que for necessário para cumprir um determinado trabalho e a empresa estará desobrigada a remunerá-lo por esse tempo extra.

27 – A empresa poderá incluir a possibilidade do “teletrabalho” no contrato inicial do trabalhador. No caso dos contratos antigos poderá inclui-lo de forma unilateral.

28 – A empresa poderá exigir que o trabalhador tenha o seu próprio equipamento de trabalho, em especial no setor tecnológico (computadores, celulares, etc.).

29 – O empregador estará isento de qualquer responsabilidade de acidente de trabalho ou adoecimento do trabalhador, desde que o “oriente” de forma escrita ou oral sobre os riscos do seu trabalho.

30 – As férias poderão ser divididas em três partes. “Férias” de cinco dias corridos agora serão legais.

31 – O trabalhador está proibido de acessar qualquer instância da justiça em caso de perdas patrimoniais ou extrapatrimoniais causadas pela empresa.

32 – O patrão agora poderá processar o empregado por danos morais.

33 – O empregado poderá ser monitorado pela empresa. Opiniões políticas ou contrárias aos interesses da empresa poderá ser objeto de demissão por justa causa.

34 – A empresa poderá ter acesso à correspondência e e-mails de seus funcionários quando os mesmos estiverem nas suas dependências.

35 – O empregado poderá responder junto com a empresa por eventuais processos de danos morais movidos por um cliente contra a empresa.

36 – Cria-se um regramento limitador para o empregado entrar com ação por danos morais contra uma empresa.

37 – No caso de indenização estabelece uma tabela: dano leve (indenização de 3 salários); dano médio (5 salários); dano grave (20 salários); dano gravíssimo (50 salários). Além de inconstitucional – por considerar o trabalhador um cidadão de segunda categoria, sujeito a tabelas de indenização – estabelece um fato horrendo: custa mais barato humilhar aquele que ganha menos…

38 – A mesma tabela de indenização é aplicada para o trabalhador. Lembremos que agora o trabalhador pode ser processado pela empresa por danos morais. O que ocorrerá é um festival de judicialização do trabalho. O trabalhador entra com uma ação por falta de pagamentos de direitos, e a empresa – em retaliação – entra com outro processo por danos morais…

39 – No caso de danos morais cometidos pela empresa, a reincidência só aumentará o valor da pena se o caso ocorrer com um mesmo funcionário.

40 – Mulheres gestantes estarão mais expostas a ambientes insalubres de trabalho colocando em risco a sua saúde e a de seu bebê.

41 – Acaba com os dois intervalos para a mãe amamentar seu filho até os seis meses. O que valerá é o livre acordo…

42 – A empresa pode determinar livremente quem é trabalhador da empresa e quem é autônomo. Pode inclusive alterar o status de um funcionário da maneira que bem lhe prouver.

43 – Cria a modalidade do “trabalho intermitente” e não contratual. É a institucionalização do “bico” sem qualquer direito que assista o trabalhador em caso de abuso da empresa.

44 – O trabalhador que ganha mais de 11 mil reais não terá amparo em reclamações trabalhistas básicas como excesso de jornada, hora extra, etc.

45 – No caso de venda da empresa, o novo dono responderá somente pelas reclamações trabalhistas da sua gestão. O que ocorreu antes fica a cargo dos antigos donos. Mais uma avenida para a fraude empresarial.

46 – Estabelece do-responsabilidade em questões trabalhistas entre atuais e antigos donos da empresa apenas quando se comprova que se trata de uma sucessão fraudulenta. Isso, na prática, coloca uma muralha ao trabalhador para reclamar por seus direitos, pois antes de qualquer julgamento trabalhista, outro deverá ser analisado: o da suposta “fraude”… um processo que pode demorar décadas para ser julgado.

47 – O trabalho intermitente terá que ter o valor de hora piso equivalente ao valor de hora do salário mínimo. Surpresa! É o fim do salário mínimo. Pois um trabalhador intermitente pode ter uma jornada inferior a de um trabalhador que já recebe um salário mínimo… Logo, milhões receberão menos que um salário mínimo.

48 – Um mesmo trabalhador pode ter diversos contratantes, mesmo que façam parte de um mesmo grupo econômico. Isto é, pode acumular condições precarizadas.

49 – O trabalhador poderá ser convocado a fazer hora extra ou um trabalho excepcional (com 3 dias de antecedência). Caso não execute ou falte à convocação terá que pagar multa para a empresa no valor de 50% da sua hora de trabalho requisitada.

50 – Elimina o prazo de prestação de um serviço para o trabalho intermitente. Com isso, esse trabalhador poderá, na prática nunca gozar de férias ou outros benefícios.

51 – A empresa pode emitir recibo de pagamento para o trabalhador intermitente de tal forma que a mesma omita o real valor do seu trabalho, considerando esse valor apenas em sua futura rescisão.

52 – Caberá ao trabalhador fiscalizar o recolhimento de seu INSS e FGTS por parte da empresa. O poder público se retira dessa função. Com isso abre-se o processo de falência da seguridade social e da privatização da Previdência.

53 – As férias do trabalhador podem ser suprimidas pelo grupo empresarial, mesmo depois de 12 meses de trabalho continuado.

54 – A empresa pode obrigar o empregado a usar vestimenta com logomarcas de outra empresa. Com isso essa empresa estará livre para negociar valores publicitários usando os seus trabalhadores como veículos desse negócio. Obviamente que os trabalhadores nada ganham por serem obrigados a venderem seu corpo para fins publicitários.

55 – O uniforme tem que ser lavado, bem cuidado e estar sempre em bom estado de uso. E a responsabilidade por isso é exclusivamente do trabalhador.

56 – Para além do salário fixo, outras remunerações e bonificações não serão tributadas. Aqui está a grande prova de que o governo quer quebrar de vez com a Previdência e a seguridade social.

57 – A empresa está livre de qualquer obrigação social, cultural, médica ou assistencial para com os seus trabalhadores, independente do tipo de trabalho realizado.

58 – O princípio da igualdade salarial pelo mesmo trabalho realizado só será válida em uma determinada unidade da empresa. Uma empresa com mais de uma unidade pode praticar salários diferentes pelo mesmo trabalho realizado. É o fim da isonomia salarial.

59 – Mesmo em uma mesma unidade da empresa, o salário por um mesmo trabalho realizado poderá ser diferente. Os salários serão apenas equiparados depois que o funcionário estiver nessa unidade por mais de 4 anos.

60 – Fica livre à empresa estabelecer planos de carreiras com as mais distintas diferenças salariais, sem a necessidade de homologação ou aviso às autoridades competentes.

61 – A empresa pode promover um funcionário única e exclusivamente pelo critério do bom desempenho, eliminando-se a obrigatoriedade da promoção por tempo de serviço. Além de aumentar a submissão do trabalhador, a empresa pode julgar que, simplesmente ninguém foi merecedor de promoção, pois ninguém obteve um “bom desempenho”. (Toda meritocracia é relativa)

62 – As regras para promoção podem ser alteradas a qualquer tempo. Com isso, um trabalhador que atinge um determinado nível de promoção e fica muito caro para a empresa, pode ser dispensado e outro pode ser promovido na mesma função com salário inferior e dentro de um “novo sistema de promoção”.

63 – Caso se julgue que houve discriminação na promoção de um funcionário, estabelece-se multa irrisória (50% dos benefícios não concedidos) mas a Reforma impede o juiz de atuar de forma corretiva junto à empresa, como denunciando o caso ao Ministério do Trabalho ou aplicando um TAC (Termo de Ajuste de Conduta).

64 – O trabalhador perde a seguridade de benefícios e gratificações que ficam de acordo com as condições econômicas da empresa.

65 – A rescisão do trabalho não precisa mais ser feita no sindicato.

66 – Revoga-se qualquer multa ou punição no caso de não pagamento de verbas rescisórias pela empresa ao trabalhador.

67 – As empresas podem realizar demissões em massa sem a necessidade de dialogar com o sindicato da categoria.

68 – Extingue-se todas as garantias anteriores estabelecidas em convenções que podem ser substituídas por novas regras ditadas pela empresa no caso de demissões em massa.

69 – Torna-se mais ampla as possibilidades de demissão por justa causa. Além disso, a empresa agora terá poderes de cassar a habilitação de um profissional que atuou (no seu critério) de forma não profissional.

70 – Cria-se uma nova modalidade de demissão: a “demissão por acordo”, na qual o trabalhador ganha apenas metade de seus direitos e não pode sacar seu FGTS e não terá direito de seguro desemprego.

71 – Para quem ganha mais de 11 mil reais de salário, o contrato pode estabelecer uma “câmara de arbitragem” para debater sua rescisão. Nesse caso as despesas são divididas.

72 – O empregado deverá assinar uma “carta anual de cumprimento de obrigações trabalhistas” para a empresa. Dessa forma, não poderá reclamar de nenhuma irregularidade futura.

73 – Em empresas com mais de 200 funcionários, poderão se formar comissões de trabalhadores para debater as propostas da empresa, sem a presença do sindicato.

74 – Essas comissões de trabalhadores (de 3 a 10 funcionários) não precisam debater as propostas da empresa em assembleia com os demais funcionários e nem submetê-las a votação. Possuem o poder de assinarem qualquer tipo de acordo coletivo.

75 – As comissões de trabalhadores podem exercer todas as funções do sindicato, desde que a empresa aceite isso.

76 – As comissões de trabalhadores só possuem assegurado o poder de debater questões sobre demissões arbitrárias. Greves, aumento salarial, etc., só se a empresa deixar…

77 – Fica estabelecido o fim do imposto sindical.

78 – Cria-se mecanismos burocráticos para os trabalhadores que quiserem contribuir voluntariamente com o sindicato.

79 – Não estabelece controle sobre o repasse das contribuições sindicais. Isso significa que não há punição no caso de uma empresa atrasar esse repasse ao sindicato ou simplesmente não repassa-lo.

80 – Estabelece prazo limitado para o trabalhador optar pelo pagamento da contribuição sindical.

81 – Estabelece calendários distintos para o pagamento da contribuição sindical para diferentes categorias, aumentando a possibilidade da não realização do pagamento da contribuição mesmo para aqueles trabalhadores que querem apoiar seu sindicato.

82 – Retira a possibilidade de pagamento automático da contribuição voluntária. O empregado todo ano deverá optar por escrito que deseja contribuir.

83 – Estabelece o mês de janeiro como o mês da contribuição para a maioria dos trabalhadores, retirando-lhes o direito de optar pelo mês da contribuição voluntária (com certeza a adesão poderia ser muito maior se fosse possível optar por realizá-la no mês do recebimento do 13º salário, por exemplo…)

84 – O acordo entre trabalhadores e a empresa tem maior valor do que a lei.

85 – Coloca o banco de horas como procedimento anual a ser validado pelo acordo entre trabalhadores e empresa. Com isso o limite constitucional de 44 horas fica suprimido. No fim, o acordado não respeita nem mesmo os direitos constitucionais.

86 – A empresa poderá reduzir para 30 minutos o horário para almoço.

87 – O trabalhador poderá abrir mão do “Programa de Seguro-Emprego”, aumentando a sua insegurança trabalhista.

88 – Estabelece a possibilidade de a empresa criar cargos de “confiança” sem qualquer critério, aumentando problemas de disparidades salariais para trabalhos idênticos.

89 – Dá liberdade para a empresa se organizar da forma que bem entender sem comunicar aos órgãos fiscais competentes.

90 – A empresa pode delimitar e alterar quando quiser as funções dos representantes dos trabalhadores na empresa.

91 – A empresa é que definirá as regras de todos os sobretrabalhos feitos fora da empresa, desde que acordado com os representantes dos trabalhadores.

92 – A empresa determinará regras de gorjetas, prêmios e bonificações em acordos. As leis que antes regravam esses temas deixam de existir.

93 – A empresa pode alterar quando bem quiser e sem aviso prévio a jornada de trabalho do trabalhador e o seu regime de trabalho.

94 – A empresa pode trocar os feriados, independente da vontade de uma parte dos trabalhadores.

95 – A empresa é quem determinará o grau de insalubridade de um determinado ambiente de trabalho.

96 – A empresa é quem determinará o tamanho da jornada no ambiente insalubre.

97 – A empresa poderá estabelecer prêmios e bonificações de forma contínua. Na prática ela vai substituir o grosso do salário dos trabalhadores por essas formas “alternativas” de remuneração. Mais um ataque à Previdência e à seguridade social.

98 – A empresa poderá incorporar no salário a “participação de lucros”, o que hoje é uma bonificação.

99 – Nos acordos entre empresa e trabalhadores a Justiça do Trabalho só poderá ser acionada para debater questões do Direito Civil.

100 – A Reforma estabelece que poderá haver perdas de direitos sem qualquer contrapartida equivalente.

101 – Fica estabelecida a legalização da redução salarial e ainda fica determinado os direitos trabalhistas só serão assegurados para aqueles que aceitarem os termos dessa redução.

102 – Elimina-se todas as cláusulas compensatórias que existiam antes dessa lei, em especial aquelas que estavam estabelecidas em convenções sindicais.

103 – Os sindicatos estão obrigados a se envolverem em cada queixa trabalhista individual, quando os acordos forem firmados entre empresa e sindicato. Trata-se de uma flagrante forma de desmoralizar os sindicatos. Pois, em nenhum lugar do mundo um sindicato possui condições para isso.

104 – A jornada de trabalho excessiva deixa de ser matéria de discussão do campo da saúde e do bem-estar físico e psicológico do trabalhador.

105 – Fica vedada a ultratividade, isto é, o aumento de direitos dos trabalhadores em convenções com as empresas. O Estado não interfere nas perdas dos trabalhadores, mas nos ganhos… não só interfere como proíbe.

106 – As multas sobre atrasos de obrigações passarão agora pelo índice da TR e não mais do IPCA. O TR é um índice sempre inferior ao da inflação…

107 – A Justiça do Trabalho será obrigada a homologar qualquer acordo extrajudicial, desde que parta do patrão,e não importando seus termos e seu conteúdo.

108 – A Justiça do Trabalho poderá alongar os prazos para o julgamento das causas pelo tempo que for necessário, acabando por vez com a celeridade dos processos trabalhistas.

109 – A gratuidade da Justiça do Trabalho só existirá para aqueles que ganham até R$1659,39. O trabalhador que receber mais do que isso terá que pagar pelas custas do processo. Caso não tenha recursos para isso, terá que provar que não pode pagar.

110 – O trabalhador é quem terá DE pagar as custas de qualquer tipo de perícia, mesmo que estiver sob o regime de gratuidade da Justiça.

111 – Quando a perícia for solicitada pela empresa, a Justiça poderá parcelar o pagamento.

112 – Caso o trabalhador perca a causa, deverá arcar com as despesas do processo e pagar os honorários advocatícios para a empresa.

113 – O trabalhador poderá além de responder pelo crime de litigância de má-fé, arcar com indenização a título de perdas e danos, para a empresa.

114 – A Reforma estabelece multa para o suposto falso testemunho de uma testemunha arrolada pelo trabalhador no valor de 10% da causa. Agora, com esse risco, quem se arriscará a depôr?

115 – A empresa pode solicitar ampliação de prazos e até mesmo mudança de fórum para julgar uma causa. Com isso o processo torna-se ainda mais moroso.

116 – O ônus da prova se torna obrigatório para o trabalhador. Antes ele era isento. No caso de uma acusação, deverá reunir provas e a empresa pode se valer da presunção da inocência.

117 – O trabalhador obrigatoriamente terá que determinar o valor pleiteado na ação inicial para que a mesma tenha validade. Isso restringe o direito pericial e a análise do tribunal de questões que não são contábeis (como danos morais, por exemplo).

118 – Elimina-se a obrigatoriedade do Preposto ser um funcionário ou sócio da empresa reclamada no momento do julgamento. Agora a empresa poderá contratar um “Preposto profissional” que, por ser um expert, terá enorme vantagem argumentativa frente ao trabalhador.

119 – Após uma eventual condenação a empresa ainda terá uma enormidade de prazos para recorrer sem ter que fazer qualquer “adiantamento de tutela”. A liquidação da dívida ainda concede mais prazos e estabelece as formas mais arcaicas e morosas para que o trabalhador enfim receba seus direitos.

120 – Em caso de penhora, a empresa pode indicar os bens a serem penhorados… Uma boa forma de se desfazer de patrimônio em desuso (móveis, cadeiras, luminárias velhas, máquinas usadas, etc.).

Fonte: Sinpro-DF

    Escolha a sua rede social e compartilhe a informação
    Conteúdo Relacionado
    23/02/2018-Em Maracaju, SIEMS aborda Campanha Salarial e Reforma Trabalhista 20/12/2017-Mensagem de Natal 08/11/2017-Evento: 1º Workshop de urgência e emergência no trauma 11/09/2017-Enfermagem da Santa Casa paralisa atividades e denuncia descaso 31/08/2017-ELEIÇÃO SIEMS: COMUNICADO COMISSÃO ELEITORAL 29/08/2017-Eleição: Roteiro das Urnas de Votação 30 e 31 de agosto 14/08/2017-Santa Casa: Protesto dos trabalhadores garantiu pagamento de salário 11/08/2017-Eleições Sindicato de Enfermagem do Estado de Mato Grosso do Sul 31/07/2017-Eleição Sindical do SIEMS será no mês de agosto. Participe! 31/07/2017-Jurídico SIEMS garante vitorias judiciais 27/07/2017-Campanha Salarial 2017 - SIEMS em Ação 26/07/2017-Informativo SIEMS: Santa Casa 05/07/2017-Informativo: Mais uma vez a enfermagem da Santa Casa de CG é tratada com descaso 22/06/2017-SIEMS busca respaldo do MPT para suspensão da Jornada Cinderela 08/06/2017-Enfermagem de Ponta Porã realiza Assembleia para discutir reajuste salarial 02/06/2017-Descontração, arte e solidariedade marcam o 4º Encontro da Família do SIEMS 31/05/2017-Síndrome de Burnout e depressão principais causas de afastamento de profissionais da enfermagem 11/05/2017-Em entrevista, presidente Lázaro explica o impasse enfrentado pela enfermagem da Santa Casa 10/05/2017-Prefeito não cumpre e enfermeiros da Santa Casa vão paralisar nesta quinta-feira 01/05/2017-1º de Maio: Dia do Trabalhador 20/04/2017-Hospital do Câncer: SIEMS cobra esclarecimentos em defesa dos direitos dos profissionais 19/04/2017-Coren realiza 1º Encontro de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem - Inscrição Gratuita 18/04/2017-Enfermagem de Mato Grosso do Sul em articulação pelo fortalecimento em âmbito nacional 03/04/2017-Autoridades públicas precisam priorizar a saúde e solucionar impasse da Santa Casa de Campo Grande 27/03/2017-SIEMS em articulação com profissionais do Hospital Evangélico 17/03/2017-Acadêmicos da UFMS em diálogo com o SIEMS 13/03/2017-Profissionais da Cassems de Aquidauna em articulação pelo Acordo Coletivo de Trabalho 07/03/2017-Dia InterNacional da Mulher: Homenagem do SIEMS 06/03/2017-Tá na Mídia: Siems ameaça pedir bloqueio de bens de empresa responsável por gestão de hospitais 02/03/2017-Reforma da Previdência x Aposentadoria das trabalhadoras em enfermagem 02/03/2017-Precisamos Socorrer nosso país! 10/02/2017-Após pressão dos trabalhadores, prefeitura efetua repasse à Santa Casa 08/02/2017-Santa Casa-CG: Trabalhadores em enfermagem de Campo Grande paralisam por salários 11/01/2017-Paralisação na Santa Casa continua. Pelo Pagamento de salário, Já! 09/01/2017-Enfermagem da Santa Casa-CG aprova paralisação a partir de amanhã (10/01) 21/12/2016-Tá na Mídia: Sem receber 13º, funcionários da Santa Casa param atendimento 21/12/2016-Sem salário, enfermagem de Jardim inicia paralisação nesta quinta (22/12) 16/12/2016-Recesso SIEMS 09/12/2016-Midiamax: Sem receber, enfermeiros da Santa Casa fazem ‘operação tartaruga’ 07/12/2016-Paralisação: Profissionais de enfermagem do Hospital Evangélico podem paralisar atividades nesta sexta (09/12) 01/12/2016-Drº Daniel Becker estará em Campo Grande para ministrar palestra no dia 13 de dezembro 17/11/2016-Bela Vista: Após mobilização, categoria de enfermagem recebe salários atrasados 28/10/2016-Enfermagem de Jardim suspende paralisação e cobra multa por atraso salarial 25/10/2016-Com salários atrasados, trabalhadores em enfermagem de Jardim (MS) cruzam os braços 13/10/2016-Enfermagem da Santa Casa aceita proposta e suspende paralisação 10/10/2016-Convênios Card agora tem aplicativo no Google Play 07/10/2016-Tá na Mídia: Enfermeiros iniciam operação “tartaruga” na Santa Casa de Campo Grande 04/10/2016-SIEMS parabeniza enfermeiros eleitos vereadores 27/09/2016-Enfermagem da Santa Casa em paralisação 21/09/2016-Tá na Mídia: Em pressão por reajuste, enfermagem fará operação tartaruga na Santa Casa 20/09/2016-Nota de Falecimento: Técnica de enfermagem Agda Salvatierra, de Corumbá, faleceu no dia 20/09 20/09/2016-Ta na Mídia: Enfermagem da Santa Casa busca reajuste salarial e discute começo de greve 15/09/2016-Enfermagem da Santa Casa de Corumbá em expectativa por reajuste salarial 09/09/2016-Di imagem: Em negociação, sindicato garante até 13% de reajuste 31/08/2016-Evento: Palestra Superando Desafios 29/08/2016-SIEMS garante 11% de reajuste salarial aos profissionais da Angiocor 25/08/2016-SIEMS firma Acordo Coletivo dos trabalhadores da Prophaylaxis 18/08/2016-SIEMS assegura reajustes de até 25,93% aos profissionais do Hospital Ruralista 15/08/2016-Corumbá: Enfermagem da Santa Casa recorre ao Ministério Público 25/07/2016-SIEMS em interação com acadêmicos da UCDB 14/07/2016-SIEMS firma Acordo e garante reajuste de até 18% aos trabalhadores de Caarapó 14/06/2016-SIEMS firma convênio com Faculdade Unigran 24/05/2016- 3º Encontro da Família do SIEMS contagia categoria 12/05/2016-12 de Maio: Dia Mundial do(a) Enfermeiro(a) 09/05/2016-Festa da Enfermagem do SIEMS em Corumbá será no dia 28/05 09/05/2016-Campo Grande: Almoço Dançante da Família do SIEMS será no dia 22/05 27/04/2016-Trabalhadores em enfermagem do Recanto São João Bosco aprovam greve a partir do dia 02/05 11/04/2016-Profissionais de Costa Rica em interação com o SIEMS 11/04/2016-Jardim: Presidente Lázaro Santana enfatiza que união é fortalecimento 29/03/2016-Trabalhadores de Nova Andradina buscam a valorização Profissional 28/03/2016-Profissionais de Corumbá elaboram reivindicações em Campanha Salarial 15/03/2016-Carta de repúdio à prefeitura de Aquidauana 08/03/2016-Cartão: Dia Internacional da Mulher 08/03/2016-SIEMS participa de audiência contra projeto de terceirização 02/03/2016-PRONCOR é sentenciado a pagar multa por atraso salarial aos profissionais de enfermagem 29/02/2016-Trabalhadores em Enfermagem de Aquidauana mobilizados na Campanha Salarial 24/02/2016-PRONCOR é condenado a pagar abono assiduidade dos últimos 5 anos aos profissionais de enfermagem 15/02/2016- Profissionais de Itaquiraí mobilizados por melhorias trabalhistas 04/02/2016-SIEMS inicia a Campanha Salarial 01/02/2016-Com salários atrasados, profissionais em enfermagem de Rio Brilhante deflagram greve e denunciam coação 27/01/2016-Edital: Assembleia Extraordinária - Região Sul 26/10/2015-Conquista: Justiça determina que Hospital Nosso Lar restabeleça plano de saúde a profissional de enfermagem 14/10/2015-ENEM/2015 - TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DEVEM SER LIBERADOS PARA REALIZAR AS PROVAS 18/08/2015-Tá na Mídia: Prefeito de Bela Vista é afastado e profissionais de enfermagem suspendem greve por 48 h 14/08/2015-SIEMS participa de primeira rodada de negociação com UNIMED CAMPO GRANDE 31/07/2015-Negociações Santa Casa: Categoria aprova reajuste de 9,31% 29/07/2015-SIEMS denuncia Santa Casa por retaliações aos profissionais que cobram reajuste salarial 29/07/2015-Sem respostas da Santa Casa, categoria de enfermagem sinaliza greve 27/07/2015-Enfermagem da Santa Casa faz operação tartaruga em pressão por reajuste 14/07/2015-Benefícios: SIEMS firma convênio com psicólogo e garante 50% de desconto nas consultas 13/07/2015-Diretores do SIEMS realizam levantamento de pauta dos profissionais da UNIMED 10/07/2015-Tá na Mídia-Dourados: Evangélico volta a atrasar salários e enfermeiros ameaçam paralisação 10/07/2015-Sem repasse do governo, profissionais em enfermagem de Nova Andradina cruzam os braços e denunciam descaso com a saúde no Estado 07/07/2015-SIEMS dialoga com profissionais do Hospital do Câncer Alfredo Abraão 10/06/2015-Santa Casa: Somente após mobilização dos trabalhadores prefeitura agiliza repasse de verbas a hospital 08/06/2015-Santa Casa: Prefeitura não efetua repasse e trabalhadores podem paralisaratividades 27/05/2015-SIEMS participa do 3º Congresso Estadual da UGT/MS 22/05/2015-Solidariedade dos profissionais de Enfermagem foi destaque durante o 2º Encontro da Família do SIEMS 20/05/2015-2º Encontro da Família do SIEMS foi um sucesso 12/05/2015-Tá na Mídia: Para evitar greve de enfermeiros, Prefeitura garante repasse à Santa Casa até às 16h de hoje 12/05/2015-Tá na Mídia: Profissionais da Santa Casa fazem passeata contra atraso de salários 11/05/2015-Tá na Mídia: Enfermagem da Santa Casa organiza protestos 07/05/2015-Tá na Mídia: Diário Digital - Com ameaça de demissão, profissionais da Santa Casa se mobilizam 01/05/2015-Participe do 2º ENCONTRO DA FAMÍLIA DO SIEMS 01/05/2015-2º Encontro da Família do SIEMS - 17/05 (DOMINGO) 23/04/2015-SIEMS mobiliza-se por pagamento aos trabalhadores do Recanto São João Bosco 16/04/2015-Trabalhadores em enfermagem do Asilo São João Bosco mobilizam-se para receber salários atrasados 08/04/2015-SIEMS realiza visita de fiscalização ao Hospital São Julião 07/04/2015-Profissionais de enfermagem da Santa Casa mobilizados em reunião 26/03/2015-Profissionais em enfermagem de Aquidauana receberão R$ 768.790,99 por férias atrasadas 24/03/2015-Governador veta Projeto de Lei que prevê redução de jornada e SIEMS busca apoio do legislativo 18/03/2015-SIEMS em diálogo com profissionais da Associação Amparo à Maternidade e Infância 17/03/2015-Social: Siems participa de Campanha de alerta à prevenção de doenças crônicas 17/03/2015-Social: Siems participa de Campanha de alerta à prevenção de doenças crônicas 12/03/2015-URGENTE: CARTÃO MS CARD ESTARÁ SUSPENSO ATÉ O MÊS DE ABRIL 10/03/2015-SIEMS celebra o Dia Internacional da Mulher 06/03/2015-LEI PARA REGULAÇÃO DA JORNADA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DEPENDE DE SANÇÃO DO GOVERNADOR 06/03/2015-LEI PARA REGULAÇÃO DA JORNADA DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DEPENDE DE SANÇÃO DO GOVERNADOR 06/03/2015-8 de março: Dia Internacional da Mulher 26/02/2015-SIEMS comemora aniversário dos filiados 25/02/2015-Siems participa de Mesa de Negociação Permanente do Sistema único de Saúde 09/02/2015-Santa Casa: Presidente se reúne com secretário de saúde e cobra providências 09/02/2015-Tá na Mídia: Salários atrasam e enfermeiros da Santa Casa fazem paralisação 28/01/2015-SIEMS presta apoio solidário ao SINTE/PMCG 26/01/2015-Medida Provisória altera concessões de benefícios previdenciários 20/01/2015-Governo abre diálogo e centrais vão às ruas por revogação das medidas 19/01/2015-Participe da Campanha Salarial 2015: Sindicato realiza Assembleias nos municípios 19/01/2015- Jurídico: Vitórias judiciais 2014 19/01/2015-Convocação: ASSEMBLEIA GERAL 15/01/2015-​Pós-​Graduação ​ “Auditoria e Gestão da Qualidade aos Serviços da Saúde” 14/01/2015-Fala do Presidente: Profissionais de Enfermagem e fortalecimento sindical 13/01/2015-Acesse: Reajuste da Tabela de Prestação de Serviços 13/01/2015-Acesse: Tabela de Salários e Benefícios 19/12/2014-Presidente do SIEMS: Felicitações Natalinas 10/12/2014-Recesso SIEMS: Não haverá expediente entre os dias 23 de dezembro e 04 de janeiro 05/12/2014-SIEMS realiza visita aos trabalhadores para dialogar sobre Convenção Coletiva 03/12/2014-SIEMS informa sobre a Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2105 13/11/2014-AVISO: ATENÇÃO FILIADOS QUE UTILIZAM O CONVÊNIO MSCARD 13/11/2014-Presidente do SIEMS verifica condições de trabalho na Santa Casa de Campo Grande 07/11/2014-Siems firma Acordo Coletivo dos trabalhadores da Unimed e assegura clausulas sociais 06/11/2014-Tá na mídia: Nova Andradina - Sindicato convoca assembleia em frente ao Hospital Regional 31/10/2014-Filiados do SIEMS têm desconto em mensalidade de curso de Pós Graduação 10/10/2014-Aniversariantes: SIEMS promove confraternização entre os filiados 24/09/2014-Filiado (a): Atendimentos odontológicos gratuitos. Agende sua consulta 23/09/2014-SIEMS firma Acordo Coletivo dos trabalhadores em enfermagem do Angeluz 28/08/2014-O sindicalismo deve participar do processo eleitoral? 18/08/2014-Dourados: Trabalhadores de Dourados reivindicam 12% mas patrões oferecem apenas 7,3% 15/08/2014-Vídeo: Homenagem aos trabalhadores de Enfermagem 11/08/2014-Emenda dá cinco anos para que enfermagem tenha jornada de 30 horas 11/08/2014-Santa Casa: Perito contratado pelo SIEMS inicia inspeção para elaborar laudo de insalubridade 04/08/2014-Pós Graduação - Filiados do SIEMS têm descontos nas mensalidades 28/07/2014-TST poderá unificar forma de cálculo de indenização por danos morais 25/07/2014-Fique por Dentro - Homologação de Trabalho: Direito de todos os profissionais 17/07/2014-Entrevista: Presidente Lazaro Santana sobre a negociação salarial da Santa Casa e valorização profissional 15/07/2014-PL das 30h pode ser votado ainda hoje (15/07) na Câmara dos Deputados 15/07/2014-SIEMS oferece sala de estudos com internet aos profissionais de enfermagem 14/07/2014-Representatividade: Jurídico do SIEMS garante reversão de justa causa a filiadas 11/07/2014-Vitória: Justiça determina que Santa Casa pague multa por salários atrasados e reponha desconto indevido 09/07/2014-Evento: Seminário - 27 de julho - Dia Nacional de Prevenção de Acidente do Trabalho 07/07/2014-Em assembleia SIEMS ressalta que sugestão de reajuste de 8% partiu do TRT 02/07/2014-SIEMS convoca trabalhadores em enfermagem da Santa Casa para Assembleias Extraordinárias - 03/07 02/07/2014-Filiados contam com curso de informática na sede do SIEMS 01/07/2014-Amanhã (02/07) SIEMS se reunirá com assessoria jurídica da Santa Casa 30/06/2014-Tá na mídia: Profissionais de enfermagem da Santa Casa mobilizam-se para que as negociações salariais sejam retomadas 26/06/2014-Tá na mídia: Correio do Estado destaca mobilização da categoria para retomada de negociação salarial 26/06/2014-Santa Casa/Campo Grande: Para intensificar mobilização, SIEMS realiza assembleias no dia 30/06 (segunda-feira) 19/06/2014-Santa Casa de Campo Grande insiste em reajuste salarial sem ganho real. Categoria já se mobiliza! 12/06/2014-SIEMS levanta a bandeira das 30 horas em visita de pré-candidato à presidência da república 04/06/2014-Votação do PL 2295/00 é adiada para julho 04/06/2014-Trabalhadores do Angiocor, terão reajuste de 12% e redução da jornada 02/06/2014-SIEMS busca apoio para fortalecer luta pelas 30 horas 02/06/2014-Filiados podem solicitar cartão corporativo MS Card 27/05/2014-Campanha Salarial: SIEMS fecha Acordo Coletivo dos trabalhadores do Lar Vicente Marques de Queiroz 20/05/2014-Câmara discute redução da jornada de enfermeiros 18/05/2014-18º Baile da Enfermagem propicia lazer e descontração à categoria 14/05/2014-Baile da Enfermagem será neste sábado - 17 de maio. Participe! 12/05/2014-Sindicato de Enfermagem não vê muitos motivos para comemorar data com intervenção no Conselho 12/05/2014-I Encontro de Atualizações em Enfermagem começa no dia 14 de maio 08/05/2014-Sob intervenção, Conselho de Enfermagem tem eleições suspensas 05/05/2014-Cofen defende atuação da Enfermagem frente ao PL que regulamenta profissão de Técnico em Imobilização Ortopédica 30/04/2014-Jurídico: Vitória do SIEMS e trabalhadores em enfermagem de Aquidauna 23/04/2014-Assembleia com os trabalhadores em Enfermagem da Santa Casa de Campo Grande será no dia 24 de abril 22/04/2014-30 Horas: Cofen participa de nova rodada de negociações pelas 30h 16/04/2014-SIEMS altera expediente devido a feriados, no mês de abril 14/04/2014-Eleição COREN-MS: Aberto o período para Inscrição de Chapas - até dia 03/05 10/04/2014-Filiados (as) do SIEMS têm descontos em consultas no Hospital Evangélico de Campo Grande 10/04/2014-Vem aí: 18º Baile da Enfermagem 08/04/2014-Pelo fim dos atrasos salariais categoria de enfermagem de Dourados sinaliza greve 03/04/2014-30 Horas Já: Deputados Federais apoiam PL das 30 horas 03/04/2014-Justiça bloqueia R$ 50 milhões ex-prefeitos e provedores da Santa Casa de Aparecida do Taboado 01/04/2014-Convocação: Assembleia com os trabalhadores em Enfermagem do Hospital Sírio Libanês e El Kadri 28/03/2014-Campanha Salarial: SIEMS encaminha ofício para agendar datas para início das negociações 27/03/2014-Fique por Dentro: Contribuição Sindical 20/03/2014-Jurídico: Reafirmando a representatividade, SIEMS garante a liberação de diretores sindicais 17/03/2014-Filiados: Desconto em Curso de Pós Graduação 15/03/2014-Categoria de Enfermagem de Dourados sinaliza greve por atraso de salários 13/03/2014-Santa Casa tenta inibir trabalhadores, mas SIEMS vai à justiça e impede a conduta antissindical 13/03/2014-Trabalhador(a) quem fortalece a Campanha Salarial é você. Participe! 12/03/2014-Urgente: Informações sobre ação para reaver as perdas do FGTS 12/03/2014-Profissionais de Glória de Dourados mobilizados pela valorização profissional 12/03/2014-SIEMS em diálogo com trabalhadores de Rio Brilhante 10/03/2014-SIEMS participa de evento no Dia Internacional da Mulher 08/03/2014-Mulheres no contexto histórico do trabalho 06/03/2014-Siems homenageia as Mulheres 06/03/2014-Siems comemora o Dia Internacional da Mulher em grande evento regional 19/02/2014-Jurídico: SIEMS coíbe condutas antissindicais 19/02/2014-Retrospectiva: Assessoria jurídica do SIEMS impetrou mais de 30 ações em 2013 13/02/2014-Reunião com trabalhadoras de Camapuã 13/02/2014-SIEMS inicia Campanha em Aparecida do Taboado 13/02/2014-Para articular Campanha SIEMS visita Corumbá 13/02/2014-Trabalhadores da Santa Casa de CG em ação 13/02/2014-Retrospectiva 2013: Campanha Salarial 12/02/2014-Retrospectiva: SIEMS intensifica luta pelas 30 horas 10/02/2014-Continuam as ameaças aos direitos dos trabalhadores 01/11/2013-CHAPA ADVERSARIA PEDE SUSPENSÃO DA ELEIÇÃO E JUSTIÇA DIZ NÃO! 30/08/2013-FORMAÇÃO SINDICAL PARA OS NOVOS DIRIGENTES DO SIEMS 27/08/2013-GESTORES E TRABALHADORES DE SÃO GABRIEL DO OESTE SE REUNEM PARA DISCUTIR ATENÇÃO BÁSICA 03/07/2013-CATEGORIA DE ENFERMAGEM DIZ NÃO AO ATO MÉDICO 29/05/2013-EM BREVE SERÁ DIVULGADA AMPLIAÇÃO NA LISTA DE CONVÊNIOS OFERECIDOS A CATEGORIA 20/05/2013-CERCA DE MIL PESSOAS PARTICIPAM DO 1º ENCONTRO DA FAMÍLIA DO SIEMS 17/05/2013-SIEMS DESTACA EXPECTATIVA DA CATEGORIA COM A NOVA GESTÃO DA ABCG NA SANTA CASA 10/05/2013-A TODAS AS MÃES A HOMENAGEM DO SIEMS 03/05/2013-MANIFESTAÇÃO DO SISEM RECEBE 100% DE APOIO DO SIEMS 03/05/2013-MÊS DA ENFERMAGEM TERÁ COMO ATRAÇÃO “1º ENCONTRO DA FAMÍLIA DO SIEMS” 23/04/2013-NESTA SEMANA EQUIPE DO SIEMS VAI À JARDIM, BONITO, REGIÃO SUL E CORUMBÁ 22/04/2013-PRESIDENTE DESTACA NOVIDADES SOBRE REAJUSTE 2013 E AMPLIAÇÃO DA EQUIPE JURÍDICA 19/04/2013- SIEMS GARANTE AUMENTO SALARIAL DE ATÉ 30% PARA ENFERMAGEM DE CAARAPÓ 19/04/2013- PATRONAL DE DOURADOS OFERECE 8% DE REAJUSTE E DIZ NÃO A OUTRAS REIVINDICAÇÕES 19/04/2013-SIEMS E UGT TEM PAPEL IMPORTANTE EM NEGOCIAÇÃO DOS VIGILANTES 19/04/2013-JUSTIÇA DETERMINA BUSCA E APREENSÃO DE DOCUMENTOS NA SANTA CASA DE CORUMBÁ 19/04/2013-LÁZARO SANTANA ALERTA CATEGORIA SOBRE NEGOCIAÇÃO SALARIAL EM DOURADOS 19/04/2013-EMPRESAS TERÃO QUE REAJUSTAR OS SALÁRIOS EM 7% RETROATIVO A MAIO DE 2012 18/04/2013-SIEMS E UGT APOIAM SINDICATOS DE BASE PARA A CONQUISTA DE AUTONOMIA 17/04/2013-SIEMS FIRMA CONVÊNIO PARA APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL COM A FACULDADE CARIOCA SÃO CAMILO 16/04/2013-SIEMS INICIA ARRECADAÇÃO E DOAÇÕES DA CAMPANHA DO AGASALHO 21/12/2012-SIEMS COMEMORA APROVAÇÃO DE PROJETO LEI GARANTINDO AS 30 HORAS SEMANAIS PARA CATEGORIA EM CAMPO GRANDE 21/12/2012-FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO 04/12/2012-LAZARO SANTANA É ELEITO NOVO PRESIDENTE DO SIEMS COM 76, 66% DOS VOTOS DA CATEGORIA 03/12/2012-TRABALHADORES DA ENFERMAGEM DE TODO ESTADO ELEGEM HOJE NOVA DIRETORIA DO SIEMS 28/11/2012-SIEMS CONCLAMA CATEGORIA PARA PROCESSO ELEITORAL NO PRÓXIMO DIA TRÊS DE DEZEMBRO 23/11/2012-30 HORAS JÁ! FÓRUM NACIONAL INTENSIFICA MOBILIZAÇÃO 20/11/2012-SIEMS PARTICIPA DE ENCONTRO NACIONAL DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DOS TRABALHADORES 19/11/2012-SIEMS REINTERA DENÚNCIA DA FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO NA SANTA CASA DE CAMPO GRANDE 19/11/2012-NOTA DE PESAR 14/11/2012-SIEMS DENÚNCIA FALTA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E ATENDIMENTO NA SANTA CASA DE CAMPO GRANDE 04/10/2012-SIEMS E SISEM MOBILIZAM TÉCNICOS EM ENFERMAGEM DO MUNICÍPIO POR MELHORIA SALARIAL 04/10/2012-Voto CONSCIENTE! 04/10/2012-SIEMS PARTICIPA DE OFICINA DE ORGANIZAÇÃO DO SENABS 2014 28/09/2012-SIEMS BUSCA VIABILIZAR REDUÇÃO DA JORNADA DOS TRABALHADORES DO PÊNFIGO 27/09/2012-MAIS DE 600 FILIADOS PARTICIPAM DA 2ª VIOLADA SERTANEJA DO SIEMS 25/09/2012-SIEMS TRABALHA PARA GARANTIR ACORDO COLETIVO PARA TRABALHADORES DE ITAQUIRAÍ 25/09/2012-CANDIDATO GIROTO ASSINA COMPROMISSO COM A CATEGORIA PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO 24/09/2012-NOTA DE PESAR 21/09/2012-ELEIÇÕES: FICHA DE QUALIFICAÇÃO 17/09/2012-CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO ELEITORAL DO SINDICATO 06/09/2012-2ª VIOLADA CARRETEIRA DO SIEMS SERÁ REALIZADA DIA 15 DE SETEMBRO 28/08/2012-DESAFIO PROFISSIONAL 27/08/2012-SIEMS LUTA POR REAJUSTE DE 10% E REDUÇÃO DA JORNADA AOS TRABALHADORES DO PÊNFIGO 24/08/2012-SIEMS E MOBILIZAÇÃO DA CATEGORIA GARANTEM 10% DE REAJUSTE A ENFERMAGEM DA SANTA CASA 09/08/2012-SIEMS VIABILIZA ACORDO PARA TRABALHADORES DE BATAGUASSU 08/08/2012-IMPRENSA REPERCUTE MOBILIZAÇÕES DO SIEMS EM FAVOR DA ENFERMAGEM DA SANTA CASA 08/08/2012-ENFERMAGEM DA SANTA CASA REJEITA “PROPOSTA INSALUBRE” E INICIA PROTESTOS PELO REAJUSTE SEM PERDAS 06/08/2012-SIEMS FAZ OBRAS DE AMPLIAÇÃO E REFORMA DA NOVA SEDE PARA MELHOR ATENDER OS ASSOCIADOS 06/08/2012-SIEMS REALIZA ENCONTRO EM SÃO GABRIEL E ENTREGA NOVAS CARTEIRAS SINDICAIS 06/08/2012-ENFERMAGEM DA SANTA CASA PODE ENTRAR EM GREVE 02/08/2012-EM CAMAPUÃ SIEMS VIABILIZA ACORDO TRABALHISTA 01/08/2012-ENFERMAGEM DA SANTA CASA REJEITA PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL 30/07/2012-DESAFIO PROFISSIONAL 23/07/2012-FÓRUM REGIONAL ENCAMINHA PROPOSTAS AOS CANDIDATOS A PREFEITO 23/07/2012-SIEMS CONSCIENTIZA TRABALHADORES DE TRÊS LAGOAS 23/07/2012-SIEMS VISITA SANTA CASA DE CORUMBÁ 23/07/2012-SIEMS LUTA POR TRABALHADORES DA SANTA CASA DE BATAGUASSU 19/07/2012-SIEMS PARTICIPA DA 3ª RODADA DE NEGOCIAÇÕES PELO REAJUSTE NA SANTA CASA DA CAPITAL 17/07/2012-ENFERMAGEM DE MARACAJU ADERE A LUTA PELA JORNADA DE 30 HORAS 09/07/2012-SIEMS ANUNCIA SENTENÇA POSITIVA AOS TRABALHADORES DE RIO BRILHANTE 06/07/2012-SIEMS NEGOCIA SALÁRIOS PARA CATEGORIA DA UNIMED CAMPO GRANDE 06/07/2012-SIEMS INFORMA CATEGORIA SOBRE NEGOCIAÇÕES SALARIAIS COM O SINDESUL 06/07/2012-PRESIDENTE INFORMA SOBRE NEGOCIAÇÕES SALARIAIS NA SANTA CASA 03/07/2012-SIEMS ALERTA SOBRE “RISCO DE PREJUÍZOS” NA SANTA CASA DE CAMPO GRANDE 03/07/2012-CARTA DE REPUDIO PELA NÃO VOTAÇÃO DO PL 2295/2000 03/07/2012-PALAVRA DA PRESIDENTE 02/07/2012-NOTA DE PESAR 25/06/2012-PRESIDENTE DO COSEMS MS VISITA A SEDE DO SIEMS 19/06/2012-SIEMS MOBILIZA ENFERMAGEM DA SANTA CASA CONTRA “PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO” 08/06/2012-SIEMS DENUNCIA: ENFERMEIROS ARRISCAM A VIDA NAS ESTRADAS DE MS 04/06/2012-SIEMS ALERTA CATEGORIA CONTRA A RDC 26 DA ANVISA 04/06/2012-FÓRUM REGIONAL 30 HORAS CONCLAMA CATEGORIA PARA MANTER MOBILIZAÇÃO 04/06/2012-ENFERMAGEM DOA MAIS DE CINCO MIL AGASALHOS A ENTIDADES BENEFICENTES 01/06/2012-PRESIDENTE CONVOCA ENFERMAGEM PARA VACINAÇÃO 28/05/2012-FÓRUM REGIONAL 30 HORAS CONVOCA CATEGORIA PARA PRESSIONAR BANCADA FEDERAL 24/05/2012-SIEMS PARTICIPA DE PALESTRAS DA SEMANA DE ENFERMAGEM DA SANTA CASA 22/05/2012-PRESIDENTE PARABENIZA CATEGORIA PELA SOLIDARIEDADE NO BAILE DA ENFERMAGEM 18/05/2012-TRABALHADORES COMEMORAM MÊS DA ENFERMAGEM PRESTANDO SOLIDARIEDADE 17/05/2012-BAILE DA ENFERMAGEM DE CORUMBÁ É MARCADO PELA EMOÇÃO 16/05/2012-SIEMS DESENVOLVE PROJETO DE VALORIZAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS 12/05/2012-Parabéns aos Enfermeiros! 08/05/2012-SIEMS PROMOVE FISCALIZAÇÃO NA CASA ASILAR RECANTO FELIZ 07/05/2012-PRESIDENTE DO SIEMS É HOMENAGEADA DURANTE FORMATURA EM CORUMBÁ 07/05/2012-SIEMS GARANTE PAGAMENTO DE DIREITOS TRABALHISTAS EM APARECIDA DO TABOADO 07/05/2012-BAILE DA ENFERMAGEM EM CORUMBÁ 11 DE MAIO 07/05/2012-IMPERDÍVEL: BAILE DA ENFERMAGEM DIA 19 04/05/2012-FÓRUM REGIONAL 30 HS ORGANIZA SEMINÁRIO DIA 19 SOBRE CONSCIENTIZAÇÃO PELA REDUÇÃO DA JORNADA 04/05/2012-FÓRUM REGIONAL CONQUISTA COMPROMISSO DA BANCADA FEDERAL PELA REDUÇÃO DA JORNADA 03/05/2012-SIEMS GARANTE DIREITOS TRABALHISTAS PARA CATEGORIA EM TRÊS LAGOAS 24/04/2012-FÓRUM REGIONAL 30 HORAS PARTICIPA DE REUNIÃO NA CÂMARA E ANGARIA APOIOS 11/04/2012-SIEMS REPRESENTA ENFERMAGEM DO ESTADO DURANTE MARCHA BRANCA EM BRASÍLIA 09/04/2012-SIEMS MINISTRA PALESTRA A ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM 02/04/2012-MARCHA BRANCA REÚNE 500 REPRESENTANTES DA ENFERMAGEM PARA REIVINDICAR 30 DE HORAS 28/03/2012-ENFERMAGEM PROMOVE MARCHA BRANCA REIVINDICANDO REDUÇÃO NA JORNADA DE TRABALHO 27/03/2012-EM ASSEMBLÉIA, CATEGORIA APROVA REGIMENTO DO FÓRUM REGIONAL 30 HORAS 27/03/2012-SIEMS MOBILIZA CATEGORIA DE COXIM E RECEBE APOIO DE VEREADORES PARA FÓRUM 30 HORAS 27/03/2012-SIEMS INFORMA AOS USUÁRIOS MS CARD QUE OS POSTOS DE COMBUSTIVEIS METROPOLE E VIP NÃO ESTARÃO MAIS ATENDENDO A PARTIR DO DIA 01/04/12. MAIORES INFORMAÇÕES FAVOR LIGAR NO SINDICATO 3028 7399 16/03/2012-SIEMS COORDENA FÓRUM REGIONAL 30 HORAS JÁ! 14/03/2012-EM SÃO GABRIEL, CATEGORIA FAZ MANIFESTAÇÃO PELAS 30 HORAS NA CÂMARA DE VEREADORES 06/03/2012-SIEMS CONVOCA TRABALHADORES DA SANTA CASA PARA ASSEMBLÉIA GERAL NO DIA OITO DE MARÇO 06/03/2012-SIEMS REÚNE ENTIDADES CLASSISTAS NA LUTA PELAS 30 HORAS SEMANAIS 05/03/2012-CONFIRA AS AÇÕES ORGANIZADAS PELO SIEMS PARA A CAMPANHA DAS 30 HORAS SEMANAIS 02/03/2012-SIEMS MOBILIZA CATEGORIA POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO E APROVAÇÃO DAS 30 HORAS SEMANAIS 23/02/2012-SIEMS PROMOVE FISCALIZAÇÃO EM SETE MUNICÍPIOS DO ESTADO 17/02/2012-SIEMS APÓIA BLOCO TERERÉ E CONVIDA CATEGORIA PARA PARTICIPAR DA FOLIA 17/01/2012-SIEMS CONVOCA PARA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA E ITINERANTE 13/01/2012-CATEGORIA TERÁ REAJUSTE DE 7% RETROATIVO A MAIO DE 2011 21/12/2011-ÓTIMO 2012 PARA TODA CATEGORIA! 09/12/2011-PRESIDENTE DO SIEMS DESTACA CONQUISTA DA SEDE PRÓPRIA E VITÓRIAS CLASSISTAS 01/12/2011-SIEMS OFERECE ASSESSORIA JURÍDICA À CATEGORIA 01/12/2011-HELENA DELGADO MINISTRA PALESTRA DE FORMAÇÃO SINDICAL NA UFMS 21/11/2011-SIEMS ALERTA SOBRE AS FORMAS DE ASSÉDIO MORAL 27/10/2011-SIEMS PARTICIPA II JORNADA CIENTÍFICA ACADÊMICA DE ENFERMAGEM 26/10/2011-CATEGORIA PODE REQUERER APOSENTADORIA ESPECIAL 26/10/2011-SIEMS INICIA NEGOCIAÇÃO COM O HOSPITAL REGIONAL DE AQUIDAUANA 20/10/2011-PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM NÃO SÃO CUIDADORES DE IDOSOS 04/10/2011-SIEMS PROMOVE ACORDOS EM ITAQUIRAÍ 30/09/2011-SIEMS VIABILIZA ACORDO EM AP. DO TABOADO 28/09/2011-SIEMS/SITS: CONQUISTAS EM SÃO GABRIEL 19/09/2011-SIEMS REÚNE MAIS DE 800 PESSOAS EM VIOLADA 17/09/2011-VISANDO A INTEGRAÇÃO DA CATEGORIA 12/08/2011-Vem aí a Primeira Violada Carreteira 28/07/2011-ASSEMBLÉIA GERAL NEGOCIAÇÃO SALARIAL 2011/2012 27/07/2011-Reunião entre enfermeiros e Santa Casa termina mais uma vez em impasse 20/07/2011-Reajuste de 20% para enfermeiros é inviável, diz Santa Casa 15/07/2011-Com nova reunião marcada, enfermeiros encerram greve na Santa Casa 14/07/2011-Enfermeiros da Santa Casa devem entrar em greve para retomar negociação salarial 04/07/2011-Enfermagem de Plantão Edição 01/2011 26/05/2011-Em reunião tensa, Santa Casa promete resolver falta de respiradores 26/05/2011-Santa Casa está com 12 leitos de CTI inativos por falta de planejamento 09/05/2011- SIEMS 05/05/2011-Siems e Nelsinho discutem situação de enfermeiros amanhã 05/05/2011-Falta de estrutura fecha metade dos leitos de CTI na Santa Casa 05/05/2011-Empresa derruba área preservada para obra de drenagem 05/05/2011-SIEMS visita o interior do estado
    SIEMS - Sindicato dos Trababalhadores na Área de Enfermagem do Mato Grosso do Sul
    Rua Laguna, 70, Bairro Cabreuva, Campo Grande-MS, CEP:79008-430 - Fone:0xx67 3028-7499 - email:siems@siems.org.br